12 de novembro de 2010

Simples Ironia

Será tristeza ou solidão?
Dor de cabeça ou de coração?
Devo procurar amor ou paixão?

Sou todo ouvidos ou todo omissão?

Vivo nos dias de hoje ou nos que virão?

Quero ser feliz ou esperar aquela mão

Vir me tirar dessa desilusão?


Estou meio assim...

Daquele jeito que só digo "sim".

Estou cansado, engasgado, enfim...

Quero gritar até minha voz chegar ao fim

Ou até você resolver o que quer de mim.


Se quer que eu seja todo seu

Ou se quer que eu ressuscite o que morreu:

Aquela chama que nunca se acendeu,

Aquele beijo que você nunca me deu...


Uma canção me vem à mente,

O perigo salta, estou carente,

Estou louco, reticente...

Quero uma flor bem aqui na minha frente,

Quero um amor trazendo o sol poente!


A rima engana a poesia.

Há quem diga que há agoni
a
Quando se sente amor e melancolia.

Há quem diga que há desarmonia

Em chorar e sentir alegria...

Vou à porfia!

Amar e fazer do meu dia

Muito mais do que palavras e teorias,

Pois tenho essa mania:

Sorrir e fazer da tristeza simples ironia.

3 comentários:

  1. Perfeitaaaaaa! Creio que esta poesia descreve o que muita gente sente! *-*

    ResponderExcluir
  2. Qie lindo poema!
    Às vezes tb me sinto assimm...
    Beijos

    ResponderExcluir