27 de agosto de 2010

Felice Compleano!:D


Eita Raqueline! Como é que pode uma coisa dessas?
Logo eu, tão perfeccionista com a escrita (dos outros),
Te escrever avexado, aperreado, meio às pressas.
Fazer o que? É a vida...

Pena que tenha havido o imprevisto.
Porém, não é o acidente nem o bolo que mal fiz
Que vão deixar esse (aquele) dia menos bonito.
Essa data tão especial, pra ti que é tão querida...

"Quem não se arrisca não pode berrar..."!
Já bradava o maior poeta do mundo.
Olhe pra frente, não pro seu calcanhar!
Já diz teu irmão procurando uma rima...

Te dar conselhos é perca de tempo,
Pois quem vive mais do que a gente
Sempre tem um viver bem mais intenso:
Não é você quem aprende e sim quem ensina...

Quem ensina até como aprender:
A baixar a voz e a cabeça quando falta razão
E fechar o bico e o juízo sem esmorecer.
É isso que aprendo com as velhas brigas...

Brigas que são brigas por causa do amor.
Mão que te enche o saco por causa do ciúme,
O que te faz ser a filha que um dia ela sonhou,
A irmã que merecere*i, quem sabe, um dia...

A mulher que fica com meus prejuízos,
Que vai pra show e que usa o meu cartão,
Que faz seus rolos e ainda sobra aqui pro liso.
É nessas horas que é bom ter dívidas...

Dívidas com os que nos amam e com aqueles que chamamos de vocês,
Com os que nos querem bem (ou mal também)
E com aquele cara lá de cima que nos fez.
Que te trouxe ao mundo pra enchê-lo de alegria...

"Olha a luz que brilha de manhã!"
Ame, pense, chore, ria e grite...
Conte sempre com seu brother, minha irmã.
Mesmo quando a música é ruim e o violão desafina...

E olha a injustiça: tu aí no quarto estudando Economia,
Querendo ser alguém ainda bem mais sucedida
E eu aqui sendo besta, escrevendo poesia.
Por isso que viver é uma maravilha...

Parabéns, minha irmã, minha cantora, minha amiga!
Mais um montão de anos pra você,
Que é pra quando vir a próxima, saber que nessa vida
Valeu a pena ser tão louca, tão gaiata e tão menina...

Abraços...
Se cuida, abestada...
Fica com Deus!
E, de novo, pelo bolo, MUITO DE NADA!:D

PS: Ainda tô com raiva porque me deixaste em casa sozinho até as duas da manhã te esperando. Depois disso entrei no estado catatônico (aquele dos zumbis do Resident Evil) e não poderia mais te dar um abraço e apontar o bolo que suei fazendo! Deixe quieto... :X rsrs


* Que ódio! Ser corrigido logo por quem... :X rsrs

19 de agosto de 2010

Te liga, menina!:D


Tantos ares nessa rua que insistem em me sufocar,
Tantas dores essas tuas que insistem em me atrasar...
Atrasar na leitura eterna das coisas felizes,
Na escrita paralela das palavras aprendizes.
O sono que não chegava,
A preocupação que não acabava.
Assim foi minha noite:
Uma espécie de açoite

Que não se deseja jamais
E que nunca me acho capaz
De enfrentar e resistir,
De lutar contra e não sorrir.
Rio até quando estou triste.
Rio até quando a alegria parece que não existe.

Mas essas pessoas que insistem em te maltratar
São também as mesmas que te ensinam a amar,
São as que mais precisam de atenção,
São as que mais buscam "sim" ao invés de "não".
Quem diz não diz sim para o horror.
Fica mais perto da escuridão, mais longe do amor.

Esses carros que insistem em me ultrapassar,
Essas horas que insistem em não passar...
"Tristeza não tem fim: felicidade sim!"
Aproveite a felicidade: inunde-se e a mim.
Quando a felicidade se acabar, meus lábios se fecharão,
A tristeza também acabará e as pedras gritarão.

Esse povo que insiste em não se olhar,
Essa fugacidade que insiste em teimar...
É nos olhos que guardamos a confiança.
É no coração que tu me enches de esperança
De um dia não ver mais esse mundo triste
E aproveitar a alegria que é a coisa mais linda que existe.

Essa torcida que insiste em gritar,
Esse telefone que insiste em não tocar...
Minhas palavras que insistem em te alegrar.
Meu coração que insiste em me dizer
Que todo mal, um dia, se pode esquecer.
Espero poder esquecer esse dia
Que, às custas da languidez, fiz essa poesia,
Que esqueci que existe a música, o futebol e o violão,
O teu sorriso, o teu amor, o teu coração.
Mas esqueci pra poder lembrar,
Assim como sonho pra poder cantar.
Não acordei porque quando quis dormir já era manhã.
"Meu tempo é quando", meu dia é hoje, não amanhã.
sentindo o teu sorriso, já te sinto aqui bem perto...
"E se passou, passou... Só quero saber do que pode dar certo"!

Tantas flores lá na rua que insistem em me contentar,
Tantas luzes lá na Lua que, insistentes, me fazem lembrar
Minha amiga, dona das Ave-Marias de ainda agora,
A feia que só é mais feia quando chora.
Te liga, maluca, que na vida é tudo muito lindo!
Que tipo de besta é essa que não anda só sorrindo?

Tantas canções que me fazem sonhar,
Tão poucas palavras que me fazem acabar...
Um xero, Luana que também tem Silva,
Um beijo, amiga, chata, louca, abestada querida!

17 de agosto de 2010

O Desaparecido


Tarde fria, e então eu me sinto um daqueles velhos poetas de antigamente que sentiam frio na alma quando a tarde estava fria, e então eu sinto uma saudade muito grande, uma saudade de noivo, e penso em ti devagar, bem devagar, com um bem-querer tão certo e limpo, tão fundo e bom que parece que estou te embalando dentro de mim.

Ah, que vontade de escrever bobagens bem meigas, bobagens para todo mundo me achar ridículo e talvez alguém pensar que na verdade estou aproveitando uma crônica muito antiga num dia sem assunto, uma crônica de rapaz; e, entretanto, eu hoje não me sinto rapaz, apenas um menino, com o amor teimoso de um menino, o amor burro e comprido de um menino lírico. Olho-me no espelho e percebo que estou envelhecendo rápida e definitivamente; com esses cabelos brancos parece que não vou morrer, apenas minha imagem vai-se apagando, vou ficando menos nítido, estou parecendo um desses clichês sempre feitos com fotografias antigas que os jornais publicam de um desaparecido que a família procura em vão.


Sim, eu sou um desaparecido cuja esmaecida, inútil foto se publica num canto de uma página interior de jornal, eu sou o irreconhecível, irrecuperável desaparecido que não aparecerá mais nunca, mas só tu sabes que em alguma distante esquina de uma não lembrada cidade estará de pé um homem perplexo, pensando em ti, pensando teimosamente, docemente em ti, meu amor.

Rubem Braga

Teresina - 158 anos e um dia!:D


Sejamos eternos, querida,

mesmo na plenitude de nossa ira.


Chega de nossos discursos prontos,

não suportamos mais esperar o fim do verão.


Estranhamos, em silêncio, conselhos dos mais velhos.

Tentamos, inutilmente, reler os jornais passados;

o que buscamos nas páginas surradas?


Apaisagem se adensa na geografia das ruas

de nossa cidade desconhecida.


Mergulhemos no assombro de nosso desejo;

é sempre possível a palavra mais pura e límpida, querida,

mesmo fora de nosso dicionário.


O cheiro do feijão, em panela de ferro,

reacende o fogo de lenha da imaginação: o relógio da manhã.


Herdeiros de nossa própria memória,

divisamos a rua de nossa fraqueza e ausência, na tarde que se avizinha.


O leito seco do rio aguarda a estação chuvosa nas cabeceiras;

depositemos, pois, iguarias e provisões na vazante de nossas horas.


Sejamos eternos, querida,

mesmo na finitude de nosso dia.

Marcos Freitas

11 de agosto de 2010

Cântico ao Irmão Sol

Viajando em histórias e textos, procurando os belos acontecidos passados sobre a televisão, chegando até à explicação do porquê Santa Clara é a padroeira da televisão, fui apresentado ao belíssimo texto de São Francisco que, imperdoavelmente, ainda não conhecia: "Cântico ao Irmão Sol".
"Para o Dia de Santa Clara, padroeira da televisão: o melhor da TV é, de longe, o controle remoto." (Zózimo Tavares)Aqui está ele, no lugar de histórias e mais estórias sobre a televisão...

Altíssimo, onipotente e bom Senhor, a ti subam os louvores, a glória e a honra e todas as bênçãos!
A ti somente, Altíssimo, eles são devidos, e nenhum homem é sequer digno de dizer teu nome.

Louvado sejas, Senhor meu, junto com todas tuas criaturas, especialmente o senhor irmão sol, que é o dia e nos dá a luz em teu nome
.
Pois ele é belo e radioso com grande esplendor, e é teu símbolo, Altíssimo
.
Louvado sejas, Senhor meu, pela irmã lua e as estrelas, as quais formaste claras, preciosas e belas.

Louvado sejas, Senhor meu, pelo irmão vento, e pelo ar, pelas nuvens e o céu claro, e por todos os tempos, pelos quais dás às tuas criaturas sustento.

Louvado sejas, Senhor meu, pela irmã água, que é tão útil e humilde, e preciosa e casta.

Louvado sejas, Senhor meu, pelo irmão fogo, por cujo meio a noite alumias, ele que é formoso e alegre e robusto e forte.

Louvado sejas, Senhor meu, pela irmã, nossa mãe, a terra, que nos sustenta e nos governa, e dá tantos frutos e coloridas flores, e também as ervas.

Louvado sejas, Senhor meu, por aqueles que perdoam por amor a ti e suportam enfermidades e atribulações.

Benditos aqueles que sustentam a paz, pois serão por ti, Altíssimo, coroados.

Louvado sejas, Senhor meu, por nossa irmã, a morte corpórea, da qual nenhum homem vivo pode fugir
.
Pobres dos que morrem em pecado mortal e benditos quem a morte encontrar conformes à tua santíssima vontade, pois a segunda morte não lhes fará mal
.
Louvai todos vós e bendizei o meu Senhor, e dai-lhe graças, e o servi com grande humildade!

Giovanni di Pietro di Bernardone (São Francisco de Assis)

Que a humildade e a vontade de ser instrumento de Deus esteja sempre em primeiro lugar. Seja no que se passa na televisão ou no que se passa no nosso meio; seja no que vemos nos telejornais, novelas e programas, seja nas relações humanas, familiares e na sociedade como um todo.

Paz e bem!

8 de agosto de 2010

Pai

Pai é muito mais do que qualquer palavra possa descrever:
É tão grande quanto a mãe e tão sensível quanto a mesma.
É a maravilha que Deus é e que Deus põe em nossa vida.
Pai é aquele cidadão que precisa exibir e esbanjar força,
Transmitir e ser a segurança da família.
Pai pega no filho recém-nascido todo desajeitado,
Faz cócegas nele com a barba mal feita...
É aquele que chega em casa cansado e liga a tevê no telejornal,
Tira as meias e tem, então, uma única disposição: a de comer.
É aquele que ri discretamente de uma brincadeira
E aquele que faz molecagem com a cara séria.
É aquele que leva o filho na urna eletrônica nas eleições
E que o leva no lugar mais fundo da piscina sem soltá-lo...
Pai não perde o tempo se preocupando,
Ele perde os cabelos é com ciúmes.
Não desconfia nunca do filho,
Mas não o deixa saber disso.
Pai não briga com um filho por acaso.
Nunca quer ter a razão, mesmo quando ele tem razão de estar brigando.
Pai não aponta o dedo.
Pai só fala alto.
Pai nunca olha torto (isso é do jaez materno).
Não grita e xinga só no futebol.
Pai se envergonha quando não ganha disputa na festa dos pais no colégio do filho
E se enche de alegria quando vê o filho vencer,
Podendo, assim, mostrar a maior medalha da sua vida:
A criatura que ele, em parceria com Deus e com sua mulher, pôs no mundo.
O pai precisa ser pai de si mesmo
E, quando sobra tempo, pai dos filhos dos filhos.
Pai é, às vezes, até pai da própria mulher...
Pai professor é pai duas vezes.
Pai amigo é amigo duas vezes.
O pai é o poeta, para o livro,
É o "sustenido diminuto", para a música,
É mais amor, para o mundo,
É a força, para a vida.
"Você precisa de alguém que lhe dê segurança, senão você dança..."
Pai é esse alguém.
Pai é aquele que, no seu ar de superioridade emocional
E na sua virilidade infinita,
Consegue se emocionar com as coisas mais pequenas.
É aquele que, apesar de pensarem o contrário,
Se acha sentimental, compassivo e frágil,
Porém é o que tem a força que nem imagina ter,
E que é capaz de esquecer os maiores erros
E nos dar minúsculos deveres para chegarmos a incríveis acertos,
Para aprendermos a fazer dos momentos alegres, flashes da eternidade
E das tristezas,simples topadas no caminho pesado e turbulento rumo à felicidade.
Depois de 50 linhas e 17 anos de vida, vou aprendendo que pai (pai mesmo)
É aquele que até distante não para de nos ensinar coisas,
Imagina agora o quanto o meu me ensina, de onde ele está:
Dentro de mim.
Parabéns aos pais!

6 de agosto de 2010

Parabéns, Camilli!:D

Dos aniversários do mês de agosto, esse é o primeiro que vou postar um texto no meu blog. Por pura falta de tempo, que fique claro...
Vou ficar devendo o da Thaís!
Como tive a sorte de me vir na cabeça um poeminha legalzinho, então tá aqui e no celular da aniversariante...
Eu não desejo que você seja ainda mais especial
Porque ser mais especial que o que você já é, é impossível!
Não desejo que você seja ainda mais feliz,
Pois a felicidade não é questão de desejo de amigo
E você ser quem é, já é uma felicidade inexprimível.
Não desejo que você tenha mais alegria, paz e harmonia em tua vida
Porque quem ama já tem tudo isso.
E tu, feia que eu tanto amo, é a síntese
De que amar é uma certeza infalível,
De que te amar é uma coisa indescritível
E de que só o amor torna nossa amizade um compromisso.
E um compromisso inesquecível
E maravilhoso de ser vivido!
Parabéns!
Fica com Deus sempre!

5 de agosto de 2010

O Sítio do Ferreirinha

"Pela primeira vez na vida ele estava seguindo uma dieta, fazendo tudo o que o médico mandava. Até exercício. Durante anos ele se lamentara por não ter um carro inglês.
- Por que inglês?
- Porque a direção é no lado direito. Você abre a porta e já está na calçada. Não precisa dar toda aquela volta.
E agora estava fazendo até exercício. Corria todas as manhãs. Comprara abrigo, tênis e saía para correr todos os dias antes do café. Chegava em casa eufórico.
- Descobri uma coisa genial.
- O quê?
- Oxigênio!
Cortara completamente os doces. Logo ele, que certa vez provara um enorme vexame. Estava caminhando na praça com a mulher - sob protestos -, quando de repente se inclinara para afagar a cabeça de um garoto. A mulher até estranhara, ele gostava de crianças mas não era dado àquelas demonstrações. Ele então se endireitara e a puxara pelo braço, forçando-a a apressar o passo.
- Vamos.
- Que pressa é essa?
- Eu roubei o pirulito do garoto. Vamos embora!
Mas era tarde. O garoto já dera o alarme, eles tinham tido que enfrentar uma falange de mães e babás indignadas, ele fora obrigado a devolver o pirulito.
Agora fazia abdominais no meio da sala. Volta e meia se olhava no espelho, alisava a barriga e perguntava:
- Diminuiu, hein? Não diminuiu?
Realmente, a barriga diminuíra. A mulher ficou tão intrigada que foi procurar o novo médico dele, sem ele saber. Precisava conhecer o responsável por aquele milagre. O médico disse que não havia milagre nenhum. Quando ela perguntou como ele conseguira que o marido se dedicasse tanto a perder peso, o que nenhum outro conseguira, o médico sorriu e disse:
- Com o sítio do Ferreirinha.
Contou que, durante a primeira consulta com o novo cliente, perguntava, como quem não quer nada, se o cliente conhecia o Ferreirinha. Não? Pois o Ferreirinha tinha um sítio. E todos os fins de semana o Ferreirinha reunia no seu sítio um grupo de amigos e algumas mulheres. O Ferreirinha conhecia muitas mulheres. Modelos. Misses. Grandes mulheres. E outras. E todo fim de semana tinha o que o Ferreirinha chamava de "A Corrida do Ouro". As mulheres saíam correndo pelos campos do Ferreirinha e os homens saíam correndo atrás. Quem pegasse uma ficava com ela para passar a noite. Os mais rápidos pegavam as mais bonitas. Os mais gordos e fora de forma não pegavam nenhuma. O cliente gostaria de entrar no grupo de amigos do Ferreirinha? Nada mais fácil.
O médico apresentava. Mas antes ele precisava perder peso. Entrar em forma. Para não fazer feio no sítio do Ferreirinha. Quando o cliente estivesse no ponto - prometia o médico - seria apresentado ao Ferreirinha.
- Mas - perguntou a mulher - o sítio do Ferreirinha existe mesmo?
- Nem o sítio, nem o Ferreirinha - disse o médico.
- E como é que o senhor faz quando eles chegam no ponto para serem apresentados ao Ferreirinha?
Pensava no marido com uma mistura de raiva e pena. Ele estava perdendo a barriga para correr atrás de mulheres no sítio do Ferreirinha, o cretino. Mas que decepção ia ter quando descobrisse que o sítio não existia, pobrezinho.
- É uma coisa engraçada... - disse o médico. - A senhora sabe que, até hoje, nenhum dos meus clientes pediu para ser apresentado ao Ferreirinha? Eu digo: "Acho que você já está pronto para o sítio" "Amanhã vou apresentá-lo ao Ferreirinha". Mas nenhum se acha em condições. Sempre querem treinar mais um pouco.
- Que raça - disse a mulher.
E o médico, mesmo sendo do gênero, teve que concordar:
- Que raça."

Luis Fernando Verissimo

Dia do Padre

Esse mês de agosto é o mês vocacional, e a cada semana vou postar um texto sobre cada vocação. Hoje é sobre a vocação Sacerdotal...
O dia do padre foi ontem
, mas a igreja dedica essa primeira semana desse mês vocacional a essas peças tão importantes no anúncio e seguimento do Evangelho, ao longo da história.
Padre, como até meu primo
Davi (que vai fazer um ano daqui a uma semana e que ainda não sabe falar) sabe, é uma palavra que vem do latim e significa "pai". Sendo assim, "padre" nos remete à vocação da próxima semana, a vocação matrimonial, mas na vida de todos nós, em algum momento, o padre foi como um pai. Seja nos minutos (de alguns, intermináveis) de confissão, ou nos sermões e conselhos que esses padrinhos de fé e irmãos de caminhada partilham conosco.
O padre é, então, um pai sim, mas um pai de centenas, até milhares de filhos... No caso do santo padre, de bilhões de filhos!
Então o padre tem filhos... e mulher, Rivanildo?
Frei Aguiar disse o seguinte
, na missa do dia antes do dia dos namorados: "Vocês pensam que eu não tenho namorada não? Hahaha... pois eu tenho sim. E tô há 1 ano e 'tantos' meses só curtindo minha lua-de-mel com Jesus e Maria!".
Sem dúvida, a missão do padre é uma missão divina, instituída pelo próprio Jesus Cristo.
Fazer parte da obra de Deus já é, por si só, uma maravilha, imagina o que é
contribuir com essa obra e levá-la a lugares que não a reconhecem.
A missão do padre é santa porque é no exercício do sacerdócio que o padre, junto com a sua comunidade, busca, incessantemente, a santidade. E, no caso do padre, uma missão ainda mais corajosa e nobre, tendo em vista que ele bu
sca, com o seu exemplo, levar tantos outros pro caminho da plena busca da santidade.
“Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados; e andai em amor, como também Cristo nos amou e se entregou a si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus, em aroma suave” (Efésios 5.1,2).
É dizendo sim ao chamado de Deus para cuidar do rebanho d'Ele que o padre se torna um exemplo vivo para nós... exemplo vivo de Jesus, que, mesmo com as tantas tentações, foi fiel ao plano de Deus. É, assim, um verdadeiro imitador de Cristo.
"Porque os lábios do sacerdote guardavam o conhecimento, e de sua boca se procurava o ensinamento, pois ele era um me
nsageiro de Deus" (Malaquias 2,7)
Que os padres continuem nessa bela missão de doação de vida e que sejam sempre firmes na caminhada e na fé. Assim como nós, os padres são seres humanos que buscam a santidade. Amam e sentem raiva, se alegram e brigam do mesmo jeito de qualquer outro ser humano. Eles têm esse direito.
Parabéns a todos os padres, em especial ao Frei Aguiar, e muita força na caminhada! Que S. João Maria Vianey interceda, junto a Virgem Maria, por todas as vocações sacerdotais e por todos aqueles que já responderam a Deus com seu sim.
Quanto a minha mãe, que tinha como sonho ter um filho padre: muito boa sorte com meu irmão!

3 de agosto de 2010

I Caminhada da Partilha - Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Depois desse mês tão maravilhoso de visita às casas dos paroquianos, de leitura e reflexão bíblica sobre o dom da partilha, depois de tanto aprender e transmitir o que realmente significa o Dízimo, coroamos nosso mês missionário com uma linda e animada caminhada, a Caminhada da Partilha.Partilhamos cada passo, assim como partilhamos cada palavra e cada opinião durante esse mês todo nas casas das pessoas. É na missão que aprendemos o quanto é grandioso fazer parte de uma comunidade e quanto somos responsáveis pelo nome de Jesus ser levado e ser compreendido por tantos e tantos lugares."Não devemos ser católicos de banco de igreja, devemos ser católicos de rua", algum padre disse isso uma vez. Foi mais que uma manifestação da nossa igreja, foi uma expressão de nossa fé: é caminhando e fazendo barulho que dizemos que não temos vergonha de sermos filhos de quem somos..."Ninguém é tão pobre que não tenha nada para oferecer, ninguém é tão rico que não tenha nada para receber", um outro padre disse isso. É preciso agradecer o que recebemos e nos alegrarmos com o que damos. É muito além do dinheiro, é, na verdade, o que o gesto de partilhar do pouco que temos simboliza e o que esse pouco se transforma quando, unidos, doamos a nós mesmos...O Frei Clemílson diz uma coisa interessante: "Às vezes pensamos que o dízimo é uma coisa distante, que está lá no outro mundo. Mas ele tá do nosso lado, às vezes até mesmo dentro de cada um de nós". Entender o que é dízimo é tão fácil como entender porque esse povo estava todo reunido. Seguimos um refrãzinho do tempo de minha avó: "A Bíblia nos ensina: 'Povo santo caminhai. Caminhai, caminhai para a casa de Deus Pai!'".
É na esperança de um dia estarmos nessa mesma festa lá no céu e, principalmente, no desejo de ver nossa comunidade mais humana e mais fraterna que caminhamos com tanto entusiasmo e que fizemos tanto barulho.
Parabéns a todos os que organizaram, que apoiaram e aos que caminharam. E, por fim, parabéns àqueles que acolheram e que sentem agora a vontade de se juntar nessa missão.

2 de agosto de 2010

E daí se eu não tenho twitter?


E de repente vem a pergunta:
- Rivanildo, cadê teu twitter, pra eu seguir?
Negócio de twitter!
E daí se eu não tenho twitter?
E daí se eu não consigo escrever em menos de 140 caraceteres?
Ou melhor, e daí se eu não consigo escrever em menos de 500 caracteres?
E daí se não dá pra fazer nenhuma brincadeira visual com o meu nome: omitir uma letra, colocar um número, cortar o sobrenome...?
E daí se a minha internet é um saco e demora céus pra sair da página de log in?
E daí se eu tenho aversão ao fato de no twitter não poder colocar imagem e ter que direcionar pra uma outra página (uma tal de Twitpic)?
E daí se eu não gosto da ideia de ter seguidores, como se eu fosse um profeta?
E daí se eu fico com a cara azeda só de pensar do tanto de político que está usando o twitter, nesses tempos?
E daí se, até que enfim, minha página está pronta e agora eu já posso mudar o tema do meu twitter?...